random songs

\BANDAS\

Os Gambitos

gambitos-(3)web16x9
Gambitos lança 3º single em 2020
“Cada Dia Mar Grosso e Agressivo” é um EP com quatro versões da faixa-título e participação da cantora Urutau. Segundo Bianchini, “uma lentinha mais popinha, outra com guitarra mais alta e aquelas microfonias que a gente gosta, outra com camadas mais sutis de instrumentos e efeitos, outra só com violão e voz“.

Para você entender a analogia com o clássico álbum do Ratos de Porão, Mar Grosso é uma praia de Laguna, no Sul de Santa Catarina. A música principal do EP  foi composta ali, não LITERALMENTE na praia, mas no bairro de mesmo nome.

Originalmente pensada pra ser meio que uma mistura de Cocteau Twins com Lulu Santos, logo durante as gravações já deu pra ver que ia ficar outra coisa“, conta Bianchini. Para o lançamento do EP, o próprio gravou e editou sozinho um videoclipe em animação, assista aqui.

 

Apreciam prazeres simples, gostam das mulheres, de cinema e de banhos de mar
“Ilha dos Pathos pt 2″ são três músicas que não eram para serem lançadas assim, neste EP. Na verdade, talvez saíssem um pouco depois: talvez o plano de gravar e finalizar o tal do álbum atrasasse, mas as músicas sairiam todas juntas, naquele conceito pretendido, que já tinha até rascunho de ordem das faixas. Mas sempre tem alguma coisa, dessa vez teve 2020.

“Ilha do Pathos pt 2″ tem esse nome porque a parte 1 são os singles que saíram antes (“Praça” e “É Proibido Ser Feliz em Santa Catarina”) e o cover de “Closedown” do Cure, incluído na coletânea do blog-selo The Blog That Celebrates Itself. A parte 3? Bom, planejar as coisas com antecedência nunca foi o forte dos Gambitos, mas é esquisito não ter a prerrogativa de fazê-lo. Talvez se chame Meiembipe.

Gambitos fecha 2019 com mais um single político.
No final de 2018, no clima bélico da eleição do Bozo, Bianchini lançou a importante “Notícias Tuas” que deixa registrado a estupidez de pessoas próximas, sejam amigos ou familiares, em seu posicionamento anti-esquerda ou isento nas eleições de 2018. É o tipo de música que já pode ser usada como uma espécie de “mas eu avisei”.

Em 2019, depois de lançar “Yesterday”, Bianchini volta a contestação, com letras em português, contra o cerceamento das liberdades e o falso puritanismo cristão em “É Proibido Ser Feliz em Santa Catarina”. Essa música é a primeira de um provável primeiro álbum d’Os Gambitos que deve sair em 2020. Saiba mais aqui.

Gambitos lança 2 novos singles em 2018

“Pop Songs Your Tinder Match Is Too Stupid to Know About” é a 1ª música do 3º EP dos Gambitos, “Politics of Post Modernism Pool Party of One”. A outra música vai se chamar “Ghosts”.

Quer dizer, talvez vire um álbum, mas provavelmente não, deve ser EP mesmo.

Os dois primeiros saíram, simultaneamente em 2008, e antes disso teve uma faixa isolada, “Milk and Honey”. Tá tudo isso aqui nesta página. “Think Again”, do EP Salami, entrou na trilha sonora do filme Radical Rio (2013), documentário sobre o surfista Dadá Figueiredo.

Como dá para notar, Gambitos é um negócio intermitente, se materializa bem de vez em quando.

A formação também: Fabio Bianchini e quem estiver junto no momento. Bianchini toca também no Superbug (SC), Coisa Horrorosa (SP/SC), foi de uma das formações do Winnie Cooper (SP) e fez um showzinho com o Headache (SP).

Nas atuais gravações, até o momento os Gambitos são também André Seben (ex-Superbug e talvez o mais clássico dos guitarristas de Florianópolis), Paula Ende (ex-vocalista das Borboletas Acrobáticas e o Menino Isoladinho e mais outras), Márcio Bicado (ex-Motel Overdose, ex-Verano, mais um monte de coisa, toca nuns lances da Camerata também), Cicero Bordignon (ex-Maltines, Casablanca) e Jean Gengagnel (Moebiius, ex-Mottorama).

As duas faixas foram compostas por Fábio Bianchini, produzidas por Fabio Bianchini, Cicero Bordignon e Jean Gengagnel.  Gravadas , mixadas e masterizadas no Estúdio Urbano (Florianópolis) entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018

Mas de onde vem essa banda?
Gambitos, 
em xadrez, caracterizam-se pelo sacrifício de peças ou peões ao adversário em troca de ganhos não materiais, como tempo, espaço, desenvolvimento ou linhas abertas. Cabe a este adversário refutar ou aceitar o gambito, devolvendo o material ganho em momento oportuno com vantagens.

Gambitos também pode ser uma variação de Cambitos, ou pernas finas.

Aqui pra gente, sempre foi o projeto solo do Fabio Bianchini, guitarrista do Superbug, lendária banda de Floripa. As músicas começaram a ser gravadas em 2006, no Estúdio 3958. Fabio alega que quando nenhuma outra banda acompanha seu ritmo descoordenado, ele apela para seu ego e lança coisas pelo Gambitos.

Extraordinariamente, nós já lançamos 2 EPs:

Do Salami nós podemos dizer que:
Fábio Bianchini faz voz, voz de apoio, tocou guitarra, violão, violão 12, teclados e também produziu,
Eduardo XuXu, ex-Pipodélica, atual Cassim & Barbária faz voz de apoio, toca guitarra, teclado e produziu,
Amexa (do Ambervisions) cuidou da produção e gravação,
MKurruivo toca baixo, quer dizer toca contrabaixo,
Xando Passold toca bateria,
e Dani Hasse faz voz, voz de apoio),
enquanto André Seben tocou guitarra.

Todas as música compostas por Fábio Bianchini.
Gravado entre 2006 e 2008 no Estúdio 3958.
Arte da capa: Daniela Bianchini.

Em Easy Living Candy Store o papo é o mesmo de cima. A diferença é que “Dancefloor” foi composta por Fábio Bianchini e Diógenes Fischer (Superbug); “Horse” composta por Fábio Bianchini, Diógenes Fischer e Pablo Prudêncio; “Old Man on the Phone” composta por Fábio Bianchini. E a arte da capa é do Koostela, enquanto que a bailarina da contracapa é do Galvão.

Formô?