random songs

\BANDAS\

The Alberto

the alberto 2011

Alberto Mattos toca piano e violão desde a adolescência. “Quando comecei a compor, registrava as ideias em fitas cassete para não esquecer”. Em 2000, passou a gravar no computador de casa. “Era só para mim mesmo, até que uma hora achei que dava para fazer um disquinho”. Music For The Sun veio parar no Midsummer Madness em 2006, com 8 músicas. “Com exceção de ‘Things’, em que usei um microfone e uma mesa de som emprestados, foi tudo plugado direto no PC, com um SM58 para as vozes. O resultado ficou bom para o que eu tinha, mas é uma gravação amadora e solitária”.

Violas caipirodélicas abrem o disco, mais adiante aparecem guitarras pesadas e programações, em “Cigarettes and Alcohol”, e tem até um climinha solar com acordes meio jazzísticos e teclados sessentosos, em “Add Lib”. “As influências são muitas: as conscientes, aquilo que te alimenta artisticamente e que você acha foda, tipo Kinks, Beck ou Radiohead, e as inconscientes, que você ouve no rádio e na TV desde moleque e não tem controle nenhum.

Depois dos tempos de sarau na faculdade, Alberto tocou com Somtomé, Nervoso E Os Calmantes, China (ex-Sheik Tosado) e agora acompanha Arnaldo Brandão. É dono do Estúdio Túnel, ponto de referência para novos nomes da cena independente carioca. Lá produz seu trabalho atual com a participação de vários músicos. Wagner Vallim na guitarra, Jayme Monsanto no baixo e Sérgio Martin na bateria completam a formação da banda ao vivo.

 

Imagem de Amostra do You Tube