random songs

\ZINE\

Pacotão de elogios a Motormama e Pelvs

Lambendo as crias, cheio de orgulho, o midsummer madness tem o prazer de um pai coruja de replicar o que andam dizendo por ai sobre nossos filhotes:

Pelvs:
pelvs2006-noticia.jpgMelhores lançamentos independentes de 2006
por Arthur Dapieve para o site nominimo
1°) Anotherspot, Pelvs.
Soa ao mesmo tempo injustiça e elogio incluir um disco, o quarto, terceiro pelo selo Midsummer Madness, da banda carioca nesta seleta. Injustiça com os outros concorrentes: a Pelv
s tem 14 anos de história. Elogio para ela própria: ela continua independente após todo este tempo – e este é o seu melhor trabalho. (…) É isso aí, Ana Carolina: são quatro guitarras. Elas trançam um som singular e refinado, climas mais que canções, que alinha a Pelvs ao chamado pós-rock (de, por exemplo, Sigur Ròs e Explosions in the Sky) sem perder referências mais antigas (My Bloody Valentine e Lloyd Cole, citado na faixa “Tupiguarani”, que, apesar do nome, é cantada em inglês, como todo o resto da obra da Pelvs). Difícil destacar algo num CD tão coeso, mas lá vai: os 10 líricos minutos quase instrumentais de “Baby of Macon”, um novo arranjo para uma das primeiras demos da banda.

Top 5 do site Gordurama para 2006
Depois de uma década e meia de banda, chegar com um disco desses, seu melhor álbum ever, deve ser no mínimo gratificante. E isso é bilateral: recompensador pra quem faz [imagino] e pra quem ouve [com a mais absoluta certeza].

jornal A Notícia / SC
… Pelvs se deita sobre suas influências do rock inglês (e muito Velvet Underground, Galaxie 500 e Yo La Tengo) para tecer longas (mesmo) passagens regadas a guitarras inebriantes…

site da revista Rock Press / Jan. 07
Há momentos de beleza contemplativa por todo o álbum, desde a abertura de climáticos dez minutos de “Baby Of Macon”, passando pelo acento pop 90′s de “Indian Maracas”, “Lia” e “Beans Can’t Clap” e chegando à melhor canção, “The Ballad Of Tom Cody And Ellen Aim”. Demais para os empobrecidos dias de hoje.
por Carlos Eduardo Lima.

Motormama:

motormama-na-vip.jpg
novidadesbizz.jpg

Resenha na VIP – fevereiro 2007 (acima)

Melhores de 2006 – site Urbanaque:
“…mostra a banda com ótimas canções e atingindo uma maturidade de fazer inveja.Mais aqui
por Bruno Montalvão

Resenha no site Punknet:
“Inseto” tem uma introdução que remete ao finado Doto Jéka e letra a la Replicantes e, ao lado de “Faixa preta” e “Coração hardcore”, é o destaque desse imperdível lançamento.
Mais aqui.
por Alessandro Ferrony

Revista Bizz / Fev. 2007 (ao lado)

Postado 05/02/2007 às 16:43