random songs

\BANDAS\

Loomer

FotoLoomer01Web

“You Wouldn’t Anyway” é o primeiro álbum do quarteto gaúcho Loomer. Formado em agosto de 2008, hoje a banda é composta por Stefano Fell (guitarra e voz), Richard La Rosa (guitarra), a recém incorporada baixista Fernanda Schabarum (que também toca nas bandas Parkplatz e A Red So Deep) e Guilherme F. (bateria).

O disco traz 10 novas músicas, todas diferentes das outras 10 já lançadas nos dois EPs anteriores (“Mind Drops”, 2009, midsummer madness, Senhor F; e “Coward Soul”, 2011, midsummer madness, Senhor F e Sinewave). A produção, gravação e mixagem de “You Wouldn’t Anyway” é de Stefano Fell & Richard La Rosa.

Produzir um álbum com tantos efeitos e camadas a um custo tão baixo teve seu preço: o tempo. “You Wouldn’t Anyway” levou um ano para ser concluído. Nada que se compare aos quase 3 anos de “Loveless” ou aos 21 anos de “mbv”, respectivamente terceiro e quarto álbum da banda irlandesa my bloody Valentine, de onde o Loomer tirou seu nome (“Loomer” é uma música do disco “Loveless”, de 1991, do my bloody Valentine).

A versão vinil trará as mesmas 10 músicas da versão digital mais um poster de 60x30cm, tudo com tiragem limitada a 300 cópias. Já a versão CD só estará disponível nos shows ou nas lojas das gravadoras e selos parceiros, ou seja, não será comercializado em lojas comuns. Esta versão CD vem com um encarte exclusivo onde amigos da banda fizeram artes para cada música. Fábio Lyra, Talita Hoffmann, Lê Almeida, Gabriel Renner, Jaquelina Soares, Carlos Monteiro e Yuri Hermuche, além de integrantes da própria Loomer produziram pequenos “quadros” retratando suas impressões sobre cada música.

A arte da capa e do poster é do artista porto-alegrense Itapa Rodrigues, também responsável pelas famosas camisetas coloridas do Loomer. O disco também marca a saída de Liége da banda. Algumas músicas foram influenciadas por bandas que os integrantes gostam como ‘Slow Dream’, uma homenagem à Low Dream, e ‘Dark Star’, ao filme do John Carpenter.

Compre a versão digital de “You Wouldn’t Anyway”:
iTunes: http://itunes.apple.com/us/album/id896528764
Rdio: http://rd.io/x/Qj4Fe7U/
Spotify: http://open.spotify.com/album/735Y58TynbA2qSBhoAeyuk

********
“Coward Soul” é o segundo ep do Loomer. Gravado em junho de 2010 no estúdio Dub (Porto Alegre-RS), o sucessor de “Mind Drops” foi mixado no estúdio por Fábio Gabardo e pela banda; masterizado em casa pelos guitarristas Richard e Stefano. Com 5 músicas, Coward Soul traz 5 músicas carregadas de microfonias, guitarras barulhentas e um faz-de-conta-que-nada-disso-está-acontecendo nos vocais.

“Coward Soul” está sendo lançado em conjunto pela banda e pelos selos Senhor F, Sinewave e midsummer madness.

********
O ep de estréia da banda Loomer é uma viagem até o universo sonoro que deu ao mundo bandas geniais como Jesus & Mary Chain, My Bloody Valentine e Swervedriver, entre outras. Sem soar “revivalistas”, com “Mind Drops” o quarteto portoalegrense traz para a nova cena independente nacional o som das guitarras no talo e vocais sussurrados.

O lançamento do ep em parceria dos selos Senhor F Virtual & Midsummer Madness é quase um achado para os fans do gênero, praticamente esquecidos desde a segunda metade dos anos noventa. O disco traz cinco ótimas canções, mas uma delas em particular, “Enough”, é de uma qualidade excepcional, digna de estar ao lado dos grandes hits do “shoegaze” universal.

Além de uma cozinha excelente, o ep destaca o trabalho das duas guitarras, muito bem gravadas por Lucas Pocamacha, guitarrista do Superguidis, e produtor de “Mind Drops”. Formada em agosto de 2008, Loomer é Stefano Fell (guitarra e vocal), Liege Milk (baixo e vocal), Richard La Rosa (guitarra) e Guilherme F. (bateria).

As cinco canções foram gravadas no entediante feriado de carnaval em 2009, na Fazenda Santa Adalgisa (São Lourenço do Sul – RS), sendo os vocais terminados no Estúdio Dub e na “casa do Lucas”. Em fase de lançamento, o trabalho já está disponível para download gratuito nos sites dos selos Midsummer Madness e Senhor F Virtual (www.senhorf.com.br).

por Fernando Rosa (editor do portal Senhor F).

Notinha no jornal Zero Hora em setembro de 2010 sobre o EP “Coward Soul”:

Entrevista com Loomer na edição de junho 2010 da revista Noize, leia aqui

Do blog Barulho, muito prazer, de Gustavo Brigatti: “Mas o Loomer, então. Quem me apresentou eles foi minha chapa Janaina(@mcjanaina no Twitter), (…) nada mais posso fazer a não sei deixar que ela mesma os apresente. Dissonância é linguagem de rock e sabemos isso desde John Cale. Por trás de uma melodia delicada é avassaladora, Kevin Shields nos ensinou. Distorção, microfonia, sujeira, guitarras no talo. A força do rock. Vocais oníricos, a melodia fluida, quase uma canção para ninar rockeiros. Os irmãos Reid sabiam o que estavam fazendo. E a Loomer aprendeu muito bem.

loomer-web.jpgO quarteto porto-alegrense acabou de lançar seu primeiro EP, Mind Drops, pela Senhor F. A influência shoegazer é óbvia (Loomer é a segunda faixa de Loveless, do My Bloody Valentine), mas não anula a beleza das melodias, a riqueza da composição vocal e, muito menos, da força das guitarras.