random songs

\BANDAS\

Beally

yuri-ollho-magico-esfera.jpg

O Beally começou como um projeto “unilateral” de Yuri Pinta, que é baterista e tocou em diversas bandas de Nova Friburgo.
Este é um projeto que nasceu da revolta, pois em quase todas as bandas em que tocou, por ser baterista, não era levado a sério em suas opiniões e composições.

Depois de um bom tempo esperando ter voz dentro de sua antiga banda, Yuri se cansou e formou seu primeiro grupo como vocalista e guitarrista: Moloko Beats. No entanto, seus novos companheiros, ainda não muito maduros, queriam mais “brincar” de ter uma banda, do que realmente se dedicar ao projeto. Sendo assim, Yuri decidiu, após algumas apresentações, dar um tempo ao grupo. Isso foi em 2005.

yuri-pinta-e-cha-daflon.jpgEm meados de 2007, morando no Rio de Janeiro, resolve gravar suas novas composições. Sozinho, contando apenas com a ajuda de um computador “carroça”. Pouco tempo depois, Cha Daflon entra no projeto (foto).

Após passar o ano de 2008 gravando em casa, Yuri e Cha conseguiram o apoio de dois ex-membros da banda carioca Vasos Tímidos: Rodrigo Facchineti e Gustavo Miranda, e também do baterista João Curvello, ex-Luna Parq.
Esta, que não será apenas uma banda de apoio, acaba por completar o Beally, agora um grupo.

Desde o começo, Yuri, Cha e os rapazes procuram um som próprio, tentando não transparecer suas influências mas mesmo assim, sincero.Nas gravações, caseiras e com equipamento precário ao extremo, Yuri tocou todos os instrumentos, e com paciência e insistência fez com que a gravação ficasse ao menos razoável. As músicas não seguem um caminho “reto”, quer dizer, vão de músicas com uma sonoridade pop despretensiosa, ao instrumental estranho. As influências são variadas. Mas esta parte eles deixam para você descobrir.

Entre 2010 e 2012, Yuri se juntou com Maurício Mauk (Big Trep) e Francisco Kraus (Second Come, Jess Saes) para tocar no Oort Clouds. Juntos eles gravaram uma versão para “The Shower” do Second Come, disponível no Tributo ao Second Come