random songs

\ZINE\

33 músicas – 1/3 final

1994 foi o ano que eu começei a estagiar na MTV. Foi também o ano que o Raimundos me deu uma demo e eu achei que aquilo jamais daria certo… 1994 foi o ano que a Drivellers acabou, que o Second Come acabou e disso surgiu o Stellar. Mas o ano mesmo foi sexy, por causa de Dummy do Portishead. E deles, eu fico com Sour Times. stellar1.gif

1995 não teve nada que eu lembre agora mas os discos… Sebadoh – Harmacy, Stereolab – Emperor Tomato Ketchup, Tortoise – millions now living will never die. Mesmo assim, melhor música deste ano quem lançou foi o midsummer madness: Stellar Sometimes the Things Can’t Be Said. com a demo Thrumming Soothingly – eu fico com a música

1996 reelege o presidente Clinton. Neste mandato ele seria chupado. Teve olimpíadas em Atlanta, muito sem graça. Internet começou a acontecer entre meus amigos. Todo mundo tinha Netscape 3, acessava emails pelo Eudora, modem de 56 kbps era um luxo ! Belle & Sebastian foi uma das sensações indie a virar unanimidade nas listas. Do 2º disco deles, lançado neste ano, Get Me Away From Here (I’m Dying).

1997 o Vasco foi campeão brasileiro pela 3ª vez ! Precisa mais??? Precisa: foi o ano que lançamos nossos primeiros CDs, Pelvs Members to Sunna e The Cigarettes Bingo, ano também que colocamos o site www.mmrecords.com.br no ar. Ano que virei funcionário na MTV. Nada melhor que Radiohead (OK Computer), No surprises.

1998 foi um ano esquisito. O Brasil perdeu a Copa sem nem ter merecido chegar a final. Eu passei mais tempo viajando do que na minha casa e começaram a comercializar o Viagra (heim? e dai?). Este foi o primeiro ano do festival Algumas Pessoas tentam te Fuder. O bom foi que o Vasco foi campeão da Libertadores da América.O Ano foi tão esquisito que o Stone Roses lançou seu 2º disco: Second Coming, dele Begging You

1999 trouxe o frisson do começo do fim de século. Era um tal de bug do milênio pra lá e pra cá… um saco. Lançamos o The Gilbertos, para muitos, um elo perdido da boa música brasileira. Deste disco, Baby Is Not At Home.

2000 teve show do Stereolab com Stellar abrindo no festival Algumas Pessoas Tentam te Fuder. Neste mesmo ano também teve Sonic Youth no Free Jazz, quase me matam do coração tocando Death Valley 69 e Teenage Riot. Foi um ano bom de CDs com Mojave 3, Black Heart Procession, Avalanches, Calexico, Grandaddy, Clinic, Belle & Sebastian, Tosca, Badly Drawn Boy… mas eu fico com Primal Scream, e o excelente XTRMNTR – Swastika Eyes.

2001 foi a vez do Yo La Tengo e do Mudhoney tocarem no Rio de Janeiro. Ninguém fez contato como Kubrick prometera. Derrubaram as torres, eu vi ao vivo. A Pelvs lançou o Peninsula, e dele eu escolho backdoor.

2002 nós ganhamos a Copa, foi divertido acordar de madrugada para assistir aos jogos. O Luna veio fazer turnê por aqui e a Pelvs abriu vários shows deles. Quem também veio foi a Cat Power. Saiu neste ano um dos melhores discos da década… e eu só fui perceber em 2005 – Broken Social Scene, You Forgot It In People. Daqui, Anthems for a Seventeen Year Old Girl.

2003 o Fellini tocou na 1ª edição do Tim Festival, ex Free Jazz. Foi engraçado, tocaram no mesmo palco do White Stripes. MP3 já era realidade pra muita gente. Neste ano foram lançados discos incríveis como M83 – Dead Cities… ; Manitoba – up in flames; Clientele – violet hour. Eu fui a Londres, vi show do REM em Brixton Academy, do Libertines e do Stands. Conheci o povo gente fina do Fiel Garvie. M83 don’t save us from the flames.

15-anos-vrs-letier-lariu.jpg2004 MTV virou passado. Foi o ano que comemoramos 15 anos de midsummer madness lançando 4 CDs: Nervoso, The Book’s, Valv e The Gilbertos. A comemoração foi um Algumas Pessoas tentam te Fuder genial com 11 bandas no Teatro Odisséia. Teve Pixies em Curitiba e Walkmen em natal, gostei mais do Walkmen. Eu ainda não conhecia mas neste ano saiu Let it Die, obra-prima da Feist. Deste disco, One Evening.

2005 foi ano passado. Lançamos CD do Luisa Mandou Um Beijo. O site saiu do ar e ainda não voltou (shame on me!) Teve Mercury Rev em Curitiba, com certeza o melhor show que já vi na minha vida. E deste disco, Vermillion.

2006 ainda não acabou. Fiz 33 anos, tipo 33 rpm de vinil. Até agora nada me convenceu o suficiente. O site novo quando entrar no ar vai mesmerizar e alguns CDs estão a caminho, como pelvs, motormama e outros

Postado 09/06/2006 às 0:05