random songs

\ZINE - maio de 2020\

Verano tem dois álbuns relançados para streaming

verano---foto-de-iris-zelada_web16x9

(foto de Iris Zelada)

As paredes, a praia e os encontros
(Verano por Fábio Bianchini, do Superbug e Os Gambitos)

A Verano deixou dois registros gravados: o curta -metragem “Stonehill Sysyphus, com seis faixas em 2008, e o longa “Un Amor Lejos”, com onze em 2011, ano do último show da banda. No comecinho de 2011, aniversário de um amigo querido. Agora, em 2020, quando esses registros chegam a outros veículos, de downloads, essas canções todas ainda guardam, principalmente, as correntes de ar de quando saíram pela primeira vez. Ar livre e espaço aberto, essas saudades.

Os textos da época explicam isso mais detalhadamente, mas “Stonehill Sysyphus” é a Verano se encontrando, tomando corpo, achando sua voz sossegada, como em um retiro no Sul da Ilha (de Florianópolis), às vezes pegando o vento frio do mar no início de inverno, às vezes abrigada. As referência alt-folk são claras, mas não aprisionam, e a dramaticidade ocasional empresta ares teatrais.

Da mesma maneira, o clima melancólico, sempre ali, não chega a encharcar a música. Tem vinho, tem vento assobiando, tem comida quentinha na mesa. E o clima (clima e ar são palavras fudamentais aqui no que se refere à Verano) é reforçado pelas gravações domésticas e cuidadosas.

Já “Un Amor Lejos” é como estar em uma viagem, uma festa linda, mas também como olhar o álbum de fotografias. De verão. Pode ser olhar poucas semanas depois, como era o caso quando o álbum saiu, ou passados vários anos, como agora. A diferença é que em 2020 ver tudo isso também é lembrar de um mundo onde parecia que se podia fazer tudo. Encontrar as pessoas, alongar músculos musicais e chocar referências de baladas, valsas, folk, surf-music, jazz, música nativista. As paredes eram referência, não fortaleza.

Verano_palcao_00031

A sensação de ir para tudo quanto é lugar era também resultado de uma série de shows e da estabilização da formação da banda. Encontrar gente era bom demais, ir nos lugares era bom demais. E de tanto irem para tudo quanto é lugar, os integrantes também acabaram indo para tudo quanto é lugar eles mesmos e a banda encerrou as atividades ali por 2011.

Encontrar essas duas coleções e essas canções todas de novo é agora uma sensação de continuidade, de uma sequência de momentos e acontecimentos que faz todo o sentido. Inevitabilidade não, isso é coisa de quem quer caminho narrativo fácil quando já convencionou o que é o fim da história.

Não é tão simples assim, mas é bonito e continua cheio de possibilidades exploradas e abertas.
Em Maio de 2020, os dois registros da Verano foram relançados nos portais de streaming:
Ouça na página da banda.
Ouça, baixe ou compre no Bandcamp:
Stonehill Sisyphus
Un Amor Lejos

Spotify
Stonehill Sisyphus
Un Amor Lejos

Deezer
Stonehill Sisyphus
Un Amor Lejos

Verano na Apple Music

Postado 01/05/2020 às 9:24