random songs

\ZINE - maio de 2007\

Dois shows Private Dancers neste domingo 03/06

Private Dancers + Supercordas
Evento: Mercado Mistureba
Local: Teatro Odisséia. (av. Mem de Sá, 66- Lapa)
Horário: 15h – abertura da casa, 19h – horário programado pra começar os shows.
Preço: R$3.

Private Dancers, Upset Kids (SP), Espaçonave, Pink Hell e outras.
Festival Go! Girls
Local: Bar Convés (r. cel. tamarindo, 137 – gragoatá – Niterói)
Horário: 16h
Preço: R$7
mais detalhes abaixo

eflyer_go_girls_rock_fest2.jpg

Postado 31/05/2007 às 14:39

Private Dancers em dose dupla domingo

Private Dancers faz 2 shows neste domingo, dia 03 de junho. O primeiro no Mercado Mistureba dentro do Teatro Odisséia, no Rio de Janeiro. Este show será cedo, tipo 18h. No mesmo dia, mais tarde, o PD toca no festival Go! Girl que rola em Niterói no Bar Convés. Mais detalhes no ZINE.

Postado

Podcast é 10 !

Chegamos a 10ª edição do podcast do midsummer madness, com Stellar, Astronauta Pinguim, Trovadores de Bordel e a melhor banda do mundo! Quer descobrir qual é? Ouça clicando no ícone acima. Mais informações no ZINE.

Postado 30/05/2007 às 22:32

Qual é a melhor banda do mundo?

Eu sei que o assunto é polêmico… mas outro dia, numa festa, tocou uma música desta banda e eu me dei conta, pela décima vez: “esta banda é foda!”

No podcast nº 10 tem:
Stellar – if i could
Mr. Spaceman – party
Astronauta Pinguim – pra chatear (Ronnie Von)
Naiti – silvia 20h domingo (Ronnie Von)
Trovadores de Bordel – seringa
Private Dancers – ragtime for easy guitar
Killing Chainsaw – everytime you hurt me
Gumball – restless
melhor banda do Mundo – moonlight
melhor banda do Mundo – lovelee sweet darlene
melhor banda do Mundo – sunny sundae smile
melhor banda do Mundo – i don’t need you
melhor banda do Mundo – you never should
melhor banda do Mundo – off your face
melhor banda do Mundo – honey power
melhor banda do Mundo – what you want

Além disso, os 5 primeiros que postarem no “comente” aqui embaixo uma sugestão de banda nacional para tocar na próxima festa BROQUE, ganham entrada de graça na festa. Claro que você tem que estar no Rio de Janeiro dia 09/06, sábado, e poder ir à festa na Pista 3 (r. são joão batista, 14 – botafogo).Sugira uma banda nacional pra tocar na festa e você ganha entrada free. Deixe seu nome e sobrenome.

Postado

pgm 10

Postado

Stellar

Stellar-1994-PB-web

O Stellar surgiu em 1995 depois do fim de Second Come, Drivellers e Stellarblast. Ex integrantes destas bandas, todos moradores de Niterói, resolveram começar a tocar juntos. São eles: Fábio (ex Second Come, que vinha se dedicando a uma outra banda chamada Tormentor junto com Leandro Ferreira, que tocava no Stellarblast), Beatriz Lamego, Cadu Pilotto (ambos ex Drivellers) e Leandro Ferreira. Era quase um super-grupo do indie rock da época, e ainda mais marcante, um dos poucos a usar 3 guitarras, 3 vozes, percurssão e nenhum baixo. Depois de muitos ensaios e nenhum show, ainda em 1995, gravaram sua primeira demo: “Thrumming Soothingly” (mm11). Esta fita trazia 11 músicas e uma embalagem especial, em caixinha de papelão.

Em 1997, quase 2 anos e apenas 2 shows depois, o Stellar participou do festival Expo Alternative no Rio. Mesmo tocando sem o baterista e com outro guitarrista no lugar de Leandro (Sol Moras, ex-guitarrista da banda Swallow 5), a repercussão do show foi muito boa e a banda se animou para gravar seu 1º CD. Antes de começar a gravá-lo, para não ficar limitado às músicas da primeira fita, o Stellar resolveu gravar novas músicas. Dai saiu a 2ª demo, “Transmigrations“, que foi descrita assim por Marcelo Colares, guitarrista do Cigarettes, jornalista e amigo da banda: “O puro deslizar através das freqüencias que se estendem quase infinitas. Às vezes não tem como descrever esse tipo de som. O que talvez seja uma qualidade. Ou talvez não. São barulhinhos que se repetem, até que aqui e ali começa a se desenvolver algo que poderia ser uma melodia, mas que não chega a isso, o que não é demérito, pelo contrário. A fita em questão não tem relação alguma com o primeiro cassete do grupo “Thrumming Soothingly”, onde estávamos diante de uma banda quase pop que poderia lembrar tanto Mercury Rev, quanto Curve ou Faith Healers, este tipo de pop.(…) A gravadora americana Kranky poderia ser uma referência. mas não bastaria.

O jornalista Alexandre Matias escreveu o seguinte sobre Transmigrations na época: “Transmigrations é o primeiro registro de pós-rock no Brasil – e dificilmente encontrará par. É também, fácil, a melhor demo do ano. São seis canções gravadas em 10 horas de incursões sônicas “alteradas quimicamente”, como eles gostam de salientar, nos mandando de bate-pronto para um hiperespaço interior, numa melancolia calmamente etérea. Ao conjunto da obra, acrescentou-se uma versão perdida para “The Top”, do Cure, gravada em 95.”

O CD “Ultramar” ficou pronto em 1998 mas só foi lançado no ano seguinte porque a banda havia dado um tempo enquanto Fábio e Cadu decidiam se continuavam no Stellar. Em 1999, basicamente com Bia e Sol, “Ultramar” finalmente saiu pelo midsummer madness. O jornalista Pedro Alexandre Santos da Folha de São Paulo avaliou o disco com 3 (num total máximo de 4) estrelas desta forma: “Também pelo selo Midsummer Madness, sai “Ultramar”, do climático grupo Stellar, em CD modesto, de capa simples de papel, embora em belo projeto gráfico. A qualidade de gravação é bem parcial também, mas o caso aqui é de ousadia em lançar, de apoio aos novos etc… Reunião de ex-membros de bandas do circuito underground como Second Come, o Stellar segue a linha indie rock silencioso, sideral, levemente eletronizado, meio Joy Division, em inglês, destinado mais ao sofá de casa que às paradas de sucesso. Atenção especial (espacial?) a caixinhas de delicadeza como “Hyperwave Decoder”, “Full Flavour”, “Flux”, “Soda”, “Arjoona”…

Em 2000, o Stellar reune sua formação quase-original (exceto Cadu) para ensaiar para seu 4º show em 6 anos. Nestes ensaios, músicas que já haviam sido gravadas por Sol, Bia, Leandro e Régis Arguelles (baixista do Cigarettes, 4Track Valsa) foram finalizadas. O resultado é uma continuação das frequências e climas de “Ultramar”, com algumas faixas cantadas por Bia e outras por Fábio. Com 5 músicas, nasce o EP “4″.

stellamont_web.jpgSobre “4″, o jornalista Sérgio Carvalho, do Correio do Povo (Campinas) escreveu: “…o Stellar busca aqui os limites da experiência entre o baixo, guitarra, bateria e voz. As faixas não tem um nome, no encarte do CD só aparece o tempo de duração das músicas. (…) o grande destaque é a volta de Fábio que havia saído do grupo após a gravação do maravilhoso álbum Ultramar. Destaque para a faixa 2 em que o vocal de Bia e Sol se misturam no emaranhado sonoro que começa crescendo e vai diminuindo gradativamente até desaparecer da nossa vista, ou melhor, dos ouvidos.”

Em 2000, o Stellar abriu o show da banda Stereolab no Cine Íris, no Rio de Janeiro. Tocando com Sol, Fábio e Beatriz nas guitarras, Régis no baixo e Gustavo (da Pelvs) na bateria, o Stellar fez seu mais importante e até hoje último show.

Beatriz e Sol tocam juntos no Enseada Espacial. Gustavo (Pelvs), Beatriz e Sol tocam juntos no Elevador.

Postado 28/05/2007 às 20:47

Clássico recente

“Deite-se ao meu lado” é o 2º disco do The Gilbertos, projeto solo de Thomas Pappon (Fellini). Lançado em 2004, traz participação de Sean O’Haggan (High Llamas, Stereolab).

Postado

Motormama em dose dupla

O Motormama toca em Ribeirão Preto neste sábado, dia 26 de maio, em inédito formato acústico. Dia 02 de junho, mais conhecido como sábado seguinte, eles tocam num mega festival no interior de SP. Saiba mais no ZINE.

Postado 22/05/2007 às 20:47

Motormama em dose dupla

Motormama toca em festival para mais de 10 mil pessoas no interior paulista em junho. Antes se apresenta em formato acústico em Ribeirão Preto. Confira a agenda:
Motormama Acústico – 26 de maio
O Motormama vai mostrar seu folk-rock psicodélico num formato inédito com muito violão e a presença de músicos convidados com direito a um afiadíssimo naipe de metais. Dia 26 de maio no Templo da Cidadania de Ribeirão Preto, a partir das 20h. Inf.: (16) 3620-9014.

Festival Forró da Lua Cheia – 02 de junho
O grupo se apresenta na madrugada de sexta para sábado na cidade de Altinópolis num dos maiores festivais de música do interior paulista. A programação de sábado: Alceu Valença, Ultraje a Rigor, Mercado de Peixe, Motormama.
Informações e reservas, ligue (16)3610-2573 ou visite o site www.valedasgrutas.com.br ou www.forrodaluacheia.com.br

Postado